Imprensa

18
NOV
EVENTOS
Unimed Nordeste-RS participa do MDBF 2016

Unimed Nordeste-RS vai entrar no ritmo do blues nesta semana.

De 24 a 26 de novembro, de quinta-feira a sábado, a cooperativa leva sua marca – e suas ações de promoção da saúde – para o Mississippi Delta Blues Festival 2016 (MDBF), que vai rolar no largo da Estação Férrea, em Caxias do Sul, sempre das 18h às 4h, reunindo expoentes da cena musical em nove palcos – um dos quais, o Hard Times Stage, atração paralela que tem apoio cultural integral e exclusivo da Unimed, por meio da Lei de Incentivo à Cultura (LIC). Confira o line-up, neste ano sob a temática ecológicaBottle Trees, ao acessar www.mdbf.com.br.

Além de ser apoiadora, oferecendo a estrutura e os atendimentos do SOS Unimed em uma UTI móvel e em um ambulatório nos três dias de evento, a cooperativa vai entregar picolés (de fruta, bem saudáveis) com embalagem personalizada, com o logotipo deste plano de saúde.

O MDBF é tido como um dos maiores festivais do gênero fora dos Estados Unidos.

Palco da cooperativa é o Hard Times

Hard Times é um projeto de montagem coreográfica que terá estreia no Mississippi Delta Blues Festival, em um palco central de 100 metros quadrados, exclusivo para a dança, que foi criado em 2015 e retorna em 2016 como uma das principais atrações paralelas do festival.

O projeto conta com um grupo de bailarinos contemporâneos profissionais selecionados especificamente para a montagem: Uelinton Canedo, Tábata Faé, Paula Giusto, Júlia Poletto, Pedro Coelho e Assaury Gonçalves. Eles tiveram um treinamento de pole dance com a professora Tisi Tieppo, do Studio Rosa, de Caxias do Sul.

A montagem coreográfica, essencialmente de dança contemporânea, é realizada a partir da técnica do pole dance, tendo como ponto de partida uma pesquisa de movimento que se vale, sobretudo, de força e equilíbrio em um novo ambiente estético para os bailarinos que a compõem.

A obra faz a junção da dança, do blues e da performance cênica em um só lugar. Composta e ambientada em função do contexto vivido atualmente no país, e abordando a temática do festival,Bottle Trees, apresentará os seis bailarinos dentro de uma cela de prisão onde os movimentos do corpo estabelecem relações com os elementos que compõe o cenário.

A trilha sonora será executada ao vivo pela banda Lara & Jackpot Band e foi criada especialmente para a obra coreográfica. Os músicos Bruno Lara, Mauro Caldart e Jayson Mross estarão junto aos bailarinos e ao público encarcerado.

A concepção e a direção cênica são de Paula Giusto, e a produção cultural leva a assinatura de Cristina Nora Calcagnotto.

Em março de 2017, o espetáculo será reeditado, na Sala de Teatro Prof. Valentim Lazzarotto, no Centro Municipal de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho, ainda sem datas definidas, com entrada franca.

Hard Times – Dança Contemporânea tem o financiamento da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul, com o apoio cultural integral e exclusivo da Unimed Nordeste-RS.

Valores dos passaportes:

MOJO CARD: R$ 300
MEIA-ENTRADA: R$ 265
INTEIRA: R$ 530

Valores dos ingressos avulsos:

QUINTA (24/11)

MOJO CARD: R$ 105
MEIA-ENTRADA: R$ 90
INTEIRA: R$ 180

SEXTA (25/11)

MOJO CARD: R$ 125
MEIA-ENTRADA: R$ 110
INTEIRA: R$ 220

SÁBADO (26/11)

MOJO CARD: R$ 135
MEIA-ENTRADA: R$ 120
INTEIRA: R$ 240

Meia-entrada:

– Acima de 60 anos
– Moradores e Naturais da cidade de Caxias do Sul
– PNE
– Professores da Rede Pública de Ensino
– Estudantes

Menores de 12 anos: FREE

Será permitida a entrada de menores de idade, porém aos mesmos é vetado o consumo de bebidas alcoólicas, por meio de pulseiras com cores diferenciadas.

Ponto de venda de ingressos:

Mississippi Delta Blues Bar: Rua Augusto Pestana – Largo da Estação Férrea – Caxias do Sul/RS ou pelo site www.dticket.com.br, sujeito a taxas de conveniência.

Crédito da foto: Guigo Dedecek 

Notícias Relacionadas

Nenhuma notícia relacionada